Indonésia: 27 mortos em três dias de confrontos

Em menos de três dias, pelo menos 27 pessoas já morreram em conseqüência dos confrontos entre imigrantes da ilha de Madura e membros das tribos Dakak, no centro de Kalimantnan, na ilha de Bornéu, no noroeste da Indonésia, segundo informou hoje a agência oficial Antara. No terceiro dia dos enfrentamentos, pelo menos oito corpos estavam estendidos nas ruas de Sampit, uma pequena cidade industrial. Mais de mil imigrantes fugiram da cidade em busca de refúgio no edifício legislativo da província de Palangkaraya, de acordo com fontes policiais. Ontem, os confrontos se estenderam para a região de Kuala Kuayan, a cerca de 170 quilômetros de Sampit, onde os manifestantes incendiaram algumas casas, de acordo com a agência Antara.

Agencia Estado,

21 de fevereiro de 2001 | 05h07

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.