Indonésia: autoridade propõe teste de virgindade

O chefe do escritório de Educação do distrito de Prabumulih, na ilha indonésia de Sumatra do Sul, propôs que seja exigido que estudantes do ensino médio do sexo feminino façam testes de virgindade como forma de desencorajar o sexo antes do casamento e impedir a prostituição.

Agência Estado

20 de agosto de 2013 | 10h12

Muhammad Rasyid disse querer iniciar os testes no ano que vem e propôs que seja destinado um orçamento para este fim. Outras autoridades, porém, criticaram o plano, afirmando que ele é discriminatório e viola os direitos humanos.

O chefe de Educação da província, Widodo, declarou nesta terça-feira que vai sugerir que Rasyid desista do projeto porque as meninas devem ser educadas e não julgadas.

Para que o projeto seja levado adiante, ele terá de ser aprovado pelo conselho distrital do Legislativo. Um plano semelhante foi rejeitado em outra província de Sumatra em 2010 em meio a fortes críticas. Fonte: Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.