Indonésia cita perplexidade após espionagem australiana

O ministro de Relações Exteriores da Indonésia, Marty Natalegawa, disse estar perplexo com a divulgação de uma reportagem afirmando que a Austrália espionou a Indonésia e se ofereceu a compartilhar a informação com os EUA.

AE, Agência Estado

17 de fevereiro de 2014 | 04h17

A informação foi divulgada pelo New York Times durante o fim de semana, citando um documento fornecido pelo ex-analista da Agência Nacional de Segurança (NSA, na sigla em inglês) Edward Snowden. Segundo a reportagem, uma firma de advocacia norte-americana que representava a Indonésia em disputas comerciais com os EUA foi espionada pelo Diretório de Defesa de Sinais australiano.

Natalegawa disse não saber com certeza como a espionagem em meio a uma disputa comercial pode estar relacionada à segurança. O ministro ainda disse serem incompreensíveis as explicações do primeiro-ministro australiano Tony Abbott. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Indonésiaaustráliaespionagem

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.