Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Indonésia confirma morte de suspeito por atentados

Autoridades de contraterrorismo da Indonésia confirmaram a morte de Dulmatin, militante asiático procurado pelo planejamento dos ataques ocorridos em Bali, que mataram mais de 200 pessoas em 2002. A polícia também revelou que materiais para fabricação de bombas foram encontrados em duas incursões perto de Jacarta, ontem. Essas investidas resultaram na morte de Dulmatin e dois de seus guarda-costas.

AE-AP, Agencia Estado

10 de março de 2010 | 14h45

O chefe de polícia, general Bambang Hendarso Danuri, disse aos jornalistas hoje que a bomba não estava sendo preparada para a visita do presidente dos Estados Unidos, Barak Obama, a Jacarta, neste mês. No entanto, o general se recusou a falar sobre o potencial alvo do artefato.

Dulmatin, um indonésio de 39 anos que usava apenas um nome, foi treinado pela Al-Qaeda no Afeganistão. Ele era procurado pelos ataques suicidas que destruíram dois clubes noturnos frequentados por ocidentais em Bali e que mataram 202 pessoas. Ele também era procurado por um atentado com um caminhão contra a embaixada da Austrália em Jacarta em 2004.

Tudo o que sabemos sobre:
IndonésiaBaliatentadossuspeitomorte

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.