Indonésia e Austrália ajudarão Timor Leste pela paz

Os ministros de Assuntos Exteriores australiano, indonésio e timorense decidiram nesta segunda-feira em reunião realizada em Díli cooperar para que o Timor Leste consiga restabelecer a paz e a estabilidade em seu território."Os ministros decidiram colaborar em uma série de frentes para ajudar o Timor Leste a fazer uma transição rumo à paz e à estabilidade", afirmou o Ministério de Exteriores da Austrália em comunicado.O australiano Alexander Downer, o indonésio Hassan Wirayuda e o timorense José Luis Guterres também "deram as boas-vindas à Missão Integrada no Timor Leste (Unmit, em inglês), que possui mandato do Conselho de Segurança da ONU para promover a reconciliação nacional, ajudar nas eleições de 2007, distribuir ajuda humanitária aos necessitados e apoiar a força policial em assuntos de lei e ordem".A Unmit, criada na resolução do Conselho de Segurança adotada em 25 de agosto, contará com 1.608 policiais e 34 militares e terá um mandato inicial de seis meses.O Timor Leste, que se tornou independente em 20 de maio de 2002 como uma das nações mais pobres do mundo após uma difícil e sangrenta transição, voltou a ficar imerso na violência este ano devido a diferenças, rivalidades e antagonismos.A violência deixou 30 mortos e 150 mil deslocados e levou o Governo a pedir a Austrália, Malásia, Nova Zelândia e Portugal tropas para restabelecer a ordem.O primeiro-ministro timorense, Mari Alkatiri, renunciou em 25 de junho e foi substituído no início de julho por José Ramos Horta, prêmio Nobel da Paz em 1996, que semanas antes tinha saído do Ministério de Exteriores.A reunião também fortaleceu a vontade dos três países vizinhos a colaborar para "estabelecer relações comerciais mais estreitas e enfrentar ameaças de segurança regionais, como o contrabando e a imigração ilegal".Os ministros de Exteriores de Austrália, Indonésia e Timor Leste voltarão a se reunir no ano que vem, para revisar a situação das disposições estabelecidas hoje e para acordar novas medidas que promovam a colaboração entre as três nações.

Agencia Estado,

04 de setembro de 2006 | 06h41

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.