Indonésia é o maior produtor mundial de ecstasy

A Indonésia é atualmente o maior produtor mundial de ecstasy, segundo o Departamento de Investigação Criminal da Polícia Nacional, informou nesta sexta-feira, 13, a agência de notícias estatal Antara."Além de ser um mercado lucrativo para vários tipos de narcóticos, a Indonésia também é o maior produtor mundial de ecstasy", assinalou Didi Parmana, comissário adjunto do Departamento de Narcóticos, que acrescentou que outros países considerados grandes produtores desta droga são Alemanha, Holanda e Índia.Apesar de na Indonésia as substâncias necessárias para elaborar o ecstasy terem de ser importadas, as redes de narcotraficantes consideram este país como o lugar ideal para elaborá-la, segundo a mesma fonte.Em sua opinião, um dos fatores que faz da Indonésia um país atrativo para os produtores deste narcótico é o fato de o comércio de alguns dos compostos químicos utilizados para sua fabricação estar regulado por uma ordem ministerial que não contempla penas de prisão."O governo deveria regular o comércio de substâncias em uma lei que imponha penas severas. A ausência desta lei faz com que seja muito fácil para os barões internacionais da droga operarem na Indonésia", disse Parmana.A polícia indonésia recentemente descobriu e fechou uma fábrica situada em Tangerang (cidade próxima à capital) que produzia 11 milhões de pastilhas de ecstasy por mês.Esta semana, policiais de Jacarta desmantelaram outra rede de traficantes de ecstasy e confiscaram o maior carregamento de sua história, publicou nesta sexta-feira o jornal The Jakarta Post.Quatro supostos narcotraficantes foram detidos no norte da cidade e os agentes apreenderam mais de 80 mil pastilhas e 700 gramas de cristais de metanfetamina, com um valor aproximado de US$ 500 mil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.