Indonésia emite alerta de tsunami após ser atingida por terremoto de 7,3 graus

Indonésia emite alerta de tsunami após ser atingida por terremoto de 7,3 graus

O país se estende pelo Círculo de Fogo do Pacífico, área de alta atividade sísmica sobre várias placas tectônicas

Redação, O Estado de S.Paulo

14 de dezembro de 2021 | 02h22

Um terremoto de magnitude 7,3 graus na escala Richter atingiu o leste da Indonésia na madrugada desta terça-feira, 14, segundo dados do Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês). Até o momento, não há menção sobre quaisquer vítimas ou danos.

"Todos correram para a rua", disse Agustinus Florianus, morador da cidade de Maumere, na ilha de Flores, à Reuters.

Avisos de tsunami foram emitidos para as áreas de Maluku, Nusa Tenggara Oriental, Nusa Tenggara Ocidental e Sulawesi Sudeste e Sul, depois que o terremoto atingiu 112 km (69,59 milhas) a noroeste de Larantuka, na parte leste de Flores, a uma profundidade de 12 km .

Um abalo secundário de magnitude 5,6 atingiu Larantuka após o primeiro terremoto. "Parecia uma onda, para cima e para baixo", disse Zacharias Gentana Keranz, residente da localidade, à Reuters. Alfons Hada Betan, chefe da agência de Mitigação de Desastres de East Flores em Larantuka, informou que o tremor foi sentido por vários minutos enquanto as pessoas fugiam de suas casas.

As pessoas disseram nas redes sociais que o terremoto também foi sentido fortemente em Makassar e South Sulawesi.

O Pacific Tsunami Warning Center, dos Estados Unidos, disse que, com base em parâmetros preliminares, ondas de tsunami perigosas são possíveis em costas localizadas a 1.000 km (621,37 milhas) do epicentro do terremoto. O

A Indonésia se estende pelo Círculo de Fogo do Pacífico, uma área de alta atividade sísmica que fica sobre várias placas tectônicas.

Pelo menos 48 pessoas morreram e centenas ficaram feridas quando o vulcão Monte Semeru entrou em erupção na ilha de Java em 4 de dezembro. / REUTERS

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.