Indonésia fecha fronteira com Timor a pedido de Ramos-Horta

O Governo da Indonésia anunciou nesta segunda-feira o fechamento de sua fronteira com o Timor Leste, depois de o país vizinho encaminhar esta solicitação para impedir que grupos de rebeldes armados saiam de seu território.O presidente da Indonésia, Susilo Bambang Yudhoyono, ordenou no domingo à noite o fechamento das passagens fronteiriças após receber um pedido do primeiro-ministro timorense e prêmio Nobel da Paz, José Ramos-Horta, informou o porta-voz da Presidência indonésia, Dino Patti Djalal.O porta-voz explicou que a medida faz parte da "cooperação bilateral na segurança e na estabilidade ao longo da fronteira entre os dois países", segundo a agência de notícias "Antara".Ramos-Horta recomendou recentemente a Jacarta que fizesse isso para impedir que os homens do rebelde Alfredo Reinado entrem na Indonésia."Queremos impedir a entrada deste grupo em território indonésio, o que levaria a novos problemas para ambos os países", disse Djalal. A anunciada realização das eleições presidenciais no Timor Leste em 9 de abril faz as autoridades temerem um aumento da violência.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.