Indonésia iguala Vietnã em vítimas de gripe aviária

A Organização Mundial da Saúde (OMS) confirmou que o número de mortos na Indonésia vítimas da gripe aviária subiu para 42, o que faz com que o país divida com o Vietnã o maior índice de mortes causadas por essa doença."As análises do laboratório de Hong Kong deram positivo", afirmou à Efe o diretor de controle de doenças infecciosas do Ministério da Saúde, I Nyoman Kandun.A última vítima do vírus H5N1 é um homem de 44 anos que morreu em 12 de julho em um hospital do leste de Jacarta, após permanecer dois dias internado.Analistas em gripe aviária continuam na residência da vítima investigando se algum de seus familiares, vizinhos ou conhecidos apresenta sintomas da doença.O vírus H5N1 é de origem animal e sua fonte principal de contágio em humanos é através do contato com frangos doentes ou seus sedimentos.No entanto, a OMS considera "provável" a transmissão do vírus entre pessoas em pelo menos seis casos na Indonésia.Ainda assim, a situação da pandemia se mantém em nível de alerta 3, que significa transmissão entre humanos inexistente ou muito limitada.A comunidade internacional mantém a postura de que é imprescindível dedicar mais esforços à erradicação do vírus nas aves domésticas através de uma eficaz detecção precoce e campanhas de vacinação em massa.O vírus H5N1 reapareceu na Ásia no final de 2003 e desde então se estendeu para grande parte do continente, além de chegar a alguns países africanos e europeus.Segundo os dados da OMS, até o momento foram registrados 231 casos de gripe aviária, 133 deles mortais.

Agencia Estado,

17 de julho de 2006 | 00h48

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.