Indonésia: novo tsunami mata ao menos 126 pessoas

Uma onda de mais de dois metros de altura, provocada por um forte terremoto, atingiu nesta segunda-feira resorts e aldeias pesqueiras da ilha indonésia de Java, matando pelo menos 126 pessoas e deixando dezenas de desaparecidos, informaram funcionários da Cruz Vermelha indonésia. A notícia sobre o desastre espalhou pânico em toda a região, que ainda se recupera do tsunami de dezembro de 2004, que deixou cerca de 300 mil mortos e desaparecidos, a maioria na Indonésia.Agências de meteorologia da região tinham enviado alertas sobre o terremoto de 7,7 graus na escala Richter, a 40 quilômetros de profundidade no Oceano Índico, que foi forte o suficiente para provocar uma onda gigantesca que chegaria à Indonésia. Mas os alertas não chegaram às vítimas, pois a ilha densamente povoada não tem um sistema de divulgação adequado.Aparentemente, a área mais afetada foi a praia de Pangandaran, um balneário freqüentado por turistas indonésios e estrangeiros, perto da cidade de Ciamis, 270 quilômetros a sudeste de Jacarta. Segundo um funcionário local, 41 pessoas morreram no balneário. A chancelaria da Suécia disse que duas crianças de uma família em férias desapareceram. Mas não há informação sobre estrangeiros mortos.Uma moradora de Pangandaran, que se identificou apenas como Teti, disse que as ondas destruíram pequenos hotéis e arremessaram barcos na praia e contra construções. "As onda vieram de repente e seguiram até as colinas", disse ela à rádio local. Putu Suryawan, um funcionário da Cruz Vermelha, disse que há cerca de 150 feridos e mais de 120 desaparecidos. Já segundo outro funcionário local, milhares de pessoas buscaram refúgio em mesquitas e outros locais seguros ou correram para as colinas. "Muitos dos feridos sofreram fraturas", disse Rudi Supriatna Bahro à TV Metro da Indonésia. Ele também pediu o envio de barracas, alimentos e remédios.O terremoto foi sentido na capital indonésia, Jacarta, por cerca de um minuto, mas não houve informação sobre danos.A Índia divulgou um alerta nas ilhas Andaman e Nicobar, seriamente atingidas pelo tsunami de 2004, mas os funcionários disseram que não houve uma ameaça real.2004O tsunami de 2004, provocado por um terremoto de 9,3 graus, deixou 170 mil mortos ou desaparecidos na província indonésia de Aceh, na Ilha de Sumatra. Os terremotos são freqüentes na Indonésia, país de maioria islâmica que tem a quarta maior população do mundo. A Indonésia tem 17 mil ilhas espalhadas ao longo de um cinturão de intensa atividade vulcânica e sísmica, chamado de "Anel de Fogo do Pacífico". Em março, cerca de mil pessoas morreram no terremoto de 8,7 graus que atingiu a costa da Ilha de Sumatra. Dois meses depois, outro terremoto de 6,2 graus atingiu a cidade de Yogyakarta, região central de Java, matando 5.800 pessoas. O termo tsunami é de origem japonesa e significa "tsu" porto e "nami" onda. Os terremotos são as principais causas dos tsunamis, mas eles também podem ser provocados por vulcões, meteoritos e até mesmo explosões de grande magnitude. Um sistema de alerta de tsunami começou a ser criado no Oceano Índico depois da tragédia de 2004, mas o Japão e os EUA já tem um sistema de alerta desde o fim dos anos 40. O sistema foi criado após um tsunami matar 165 pessoas no Havaí e Alasca em 1946.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.