Indonésia registra outra morte por gripe das aves

Uma mulher morreu neste domingo por causa da gripe aviária na Indonésia, aumentando para 64 o número de mortes por essa doença no arquipélago, o número mais alto do mundo, informa a imprensa local citando fontes oficiais.Porta-vozes do Ministério da Saúde indicaram que a mulher, de 20 anos, morreu em um hospital da província de Java Oriental, onde tinha sido internada há poucos dias com sintomas da gripe aviária.Segundo alguns meios indonésios, a mulher reconheceu que tinha estado em contato com frangos infectados.Trata-se da sexta vítima da doença neste ano, todas elas na ilha de Java, uma das zonas declaradas de risco junto a Sumatra e Céleres.Na Indonésia, país formado por mais de 17 mil ilhas e com amplas extensões rurais, é costume criar frangos e patos nos pátios das casas e em contato direto com as pessoas.O Governo indonésio e a companhia farmacêutica americana Baxter anunciaram esta semana que produzirão uma vacina contra o vírus da gripe aviária.A Organização Mundial da Saúde (OMS) informou um dia antes do acordo que a Indonésia não compartilha desde o começo do ano as amostras clínicas dos casos registrados em seu território, porque negociava o acordo com a Baxter.A Indonésia, com mais de 80 infectados, é o país com maior número de vítimas da gripe aviária, uma doença que, segundo números da OMS, já cobrou a vida de mais de 150 pessoas no mundo. Duas vizinhas da vítima também estão internadas no mesmo hospital e já apresentam sintomas da enfermidade.Matéria ampliada às 6h55

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.