CHAIDEER MAHYUDDIN/AFP
CHAIDEER MAHYUDDIN/AFP

Indonésia resgata cerca de mil imigrantes, mas envia muitos deles de volta ao mar

Uma parte das pessoas foi abrigada temporariamente após receber ajuda de pescadores na região

O Estado de S. Paulo

15 de maio de 2015 | 07h49


BANGCOC - Cerca de 1000 imigrantes que estavam em barcos foram levados para terra firme em vários pontos da Indonésia nesta sexta-feira, 15, após receberem ajuda de pescadores. No entanto, outras embarcações lotadas foram enviadas de volta para o mar, apesar do apelo da ONU para que os países resgatem os milhares de imigrantes à deriva nas águas do sudeste asiático.

O diretor da Organização Internacional de Migrações (OIM) em Bangcoc, Jeff Labovitz, disse à Agência Efe que o governo indonésio contatou o organismo para ajudar os imigrantes que chegaram em dois navios ao litoral da província de Aceh.

Segundo Labovitz, um número indeterminado de embarcações com cerca de 20 pessoas a bordo cada também chegaram em outros pontos da ilha de Sumatra.

Contrabandistas abandonaram os navios cheios de imigrantes, muitos deles com fome e doentes, no mar de Andaman após uma repressão tailandesa ao tráfico de pessoas. Nesta sexta, o governo tailandês reforçou que não receberá nenhum imigrante em seu país

A Tailândia é a primeira parada na rota mais comum para tráfico humano usada por criminosos que têm como alvo muçulmanos da minoria Rohingya que fogem da perseguição em Mianmar e Bangladesh e tentam escapar da pobreza.

"A última informação que temos é que 794 pessoas foram encontradas no mar e levadas para terra por pescadores por volta de 5 horas da manhã desta sexta-feira", disse à Reuters por telefone o oficial de Busca e Resgate Khairul Nova, em Langsa, cidade em Aceh. "Eles estão agora em um armazém no porto temporariamente", acrescentou.

No total, cerca de 1.400 imigrantes desembarcaram em Aceh, no lado ocidental da Indonésia, mas imigrantes em dois outros barcos foram enviados de volta para o mar.

No domingo 10, um barco com 582 imigrantes, entre eles mulheres e crianças, desembarcou em Aceh. As pessoas estão em um abrigo em Paya Bateung, a 12 km a leste de Lhokseumawe (segunda cidade da província de Aceh).

Na segunda-feira 11, a Marinha indonésia encontrou em alto-mar outra embarcação que transportava cerca de 400 imigrantes. Após fazer contato com eles e saber que iam para a Malásia, forneceram água, alimentos e combustível e permitiu que prosseguissem. /EFE e REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.