Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Indonésia: segurança aérea está ´em seu ponto mais baixo´

A segurança aérea na Indonésia está "em seu ponto mais baixo" e o governo, a indústria aérea e os operadoresde aeroportos são culpados pelos acidentes ocorridos no país, segundo uma fonte oficial."Temos normas frágeis, tecnologia antiquada e recursos humanos mal treinados", denunciou Oetarjo Diran, porta-voz da Equipe Nacional de Segurança no Transporte (KNKT), depois de se reunir com o presidente Susilo Bambang Yudhoyono, informa nesta terça-feira, 13, o jornal The Jakarta Post.A equipe foi criada em janeiro, após a queda de um avião dacompanhia aérea Adam Air, com 102 passageiros a bordo."Os dados confirmam que, tal como o público acredita há muito tempo, a segurança na indústria aérea está em seu ponto mais baixo", disse o porta-voz.Oetarjo também denunciou que práticas próximas à ilegalidade são comuns em muitas companhias aéreas. Para ele, existe uma "atitude relaxada em relação às normas" por parte de todos, inclusive os passageiros.Yudhoyono pediu à equipe que desenvolva planos para reduzir a freqüência dos acidentes de transporte, especialmente os aéreos.No aeroporto da capital indonésia aconteceu na segunda-feira, 12, um novo incidente. Nenhum passageiro sofreu danos, mas um Boeing 737 da companhia aérea Batavia precisou abortar o vôo apenas seis segundos após a decolagem, por problemas técnicos.O ministro de Transporte, Hatta Radjasa, anunciou que o primeiro passo do governo será melhorar as infra-estruturas, com projetos como a extensão das pistas nos principais aeroportos internacionais e a aquisição de radares.Na semana passada, 21 pessoas, entre elas cinco australianos, morreram quando um avião da companhia aérea estatal Garuda se incendiou após aterrissar em Yogyakarta.

Agencia Estado,

13 de março de 2007 | 04h28

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.