Indonésia teve sucesso no combate a extremistas

País com a maior população muçulmana do planeta, a Indonésia adotou nos últimos anos uma das mais bem-sucedidas estratégias de combate ao radicalismo islâmico do mundo e conseguiu enfraquecer o grupo responsável pelos ataques terroristas que mataram 202 pessoas em Bali no ano de 2002.Três integrantes do grupo Jemaa Islamiya foram executados pelo governo em novembro.O grupo tem conexões com países do Sudeste Asiático e com a Al-Qaeda. A organização tenta construir laços além do seu território, como faz o Abu Sayyaf, das Filipinas, uma dissidência da organização separatista islâmica Frente de Libertação Nacional Moro."Esses grupos são como franquias da Al-Qaeda", disse ao Estado Noor Huda Ismail, da Sekurindo Global Consulting, em Jacarta. Segundo Ismail, o governo da Indonésia prendeu cerca de 300 militantes do Jeema Islamiya, levou muitos a julgamento e conseguiu entender como o grupo se organiza."A Indonésia é o país que obteve maior sucesso no combate ao terrorismo em todo o mundo", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.