Indonésia vai cobrar multa por esmola a mendigos

Medida pretente acabar com 'cultura da mendicidade'; 30% dos pedintes no norte da ilha são crianças

Efe,

03 de agosto de 2007 | 07h52

As autoridades do norte da ilha de Sumatra devem aprovar uma multa de até US$ 670 para quem der dinheiro aos mendigos, informou nesta sexta-feira, 3, a imprensa da Indonésia.   A nova norma, que tem como objetivo diminuir a crescente mendicidade na região, deverá ser aprovada em outubro, segundo o jornal The Jakarta Post.   Nabari Ginting, chefe do Escritório de Serviços Sociais do Norte de Sumatra, disse que "a população tem que conhecer a lei, porque quem for surpreendido dando dinheiro a mendigos terá que pagar multas de 6 milhões de rupias", cerca de US$ 670. O valor é alto, num país onde o salário mínimo é inferior a US$ 100.   Ginting acha necessário que as multas sejam elevadas, para reduzir o número de indigentes na província, que tem o terceiro maior índice de mendicidade do país, atrás de Jacarta e Java Oriental.   "Há cerca de 11 mil mendigos na província, sendo 30% deles crianças de menos de 12 anos. Geralmente, atuam em grupos e liderados por um chefe", acrescentou.   Segundo dados dos serviços sociais, cada mendigo pode ganhar cerca de 55 mil rupias, menos de US$ 6, por dia. Ginting considera o valor "uma boa renda", que estaria por trás do crescimento da mendicidade na região.   "Não podemos permitir que uma cultura da mendicidade, é uma vergonha para o país", disse. Em Bali, dar dinheiro aos pobres na rua, segundo uma lei aprovada há seis anos, pode resultar em multas de até US$ 500 e penas de três meses de prisão.

Tudo o que sabemos sobre:
esmolamultaIndonésia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.