Indústria argentina acusa leve recuperação

O Ministério de Economia da Argentina deverá divulgar no final da tarde de hoje uma estimativa da atividade industrial de maio. Porém, a consultoria do ex-ministro de Economia Orlando Ferreres já aponta para uma leve recuperação da indústria nacional da ordem de 0,1% em relação ao mesmo período de 2000. Outro número positivo para a economia argentina é o Índice de Confiança do Consumidor (ICC), medido pela Universidade Torcuato Di Tella, que cresceu 10,2% em junho comparado com o mês de maio.De acordo com a pesquisa feita pelo Centro de Investigações em Finanças da Universidade, 37% da população confia em que sua situação pessoal vai melhorar nos próximos 12 meses. A propensão à consumir bens duráveis, como eletrodomésticos , aumentou em 1 3,2% enquanto que a intenção de comprar casas e carros subiu para 22%. Sobre a situação macroeconômica, a opinião das famílias é de que melhorou 8,5% em relação ao mês passado.Sobre a indústria, a investigação feita pela consultoria Orlando Ferreres ressalta que apesar do leve aumento, a economia ainda está em níveis muito baixos. Considerando os primeiros cinco meses do ano, a atividade global se encontra 0,4% abaixo do nível alcançado em igual período de 2000.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.