Influência tribal deixa dúvida sobre lealdade militar

A adesão das Forças Armadas ao movimento rebelde parece sólida. A dúvida é sobre a influência das lealdades tribais entre os militares. As tribos - grandes famílias resultantes de casamentos arranjados - são o núcleo das decisões da sociedade líbia. Muamar Kadafi, integrante de uma tribo pequena, Al-Kaddadfa, distribuiu o poder de forma a neutralizar a influência das tribos. No Exército, se o coronel de uma tribo comanda a artilharia, o controle das munições fica com um oficial de outra. A maior tribo da Líbia, Warfallah, com cerca de 1 milhão de integrantes, num país de 6 milhões, sente-se prejudicada na divisão do poder. Num momento de desagregação, os oficiais podem sentir-se tentados a seguir superiores de sua tribo, em vez da cadeia de comando. Isso poderia levar a fragmentação e instabilidade.

Lourival Sant?Anna, O Estado de S.Paulo

28 de fevereiro de 2011 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.