Inglaterra quer reduzir tropas no Iraque no final 2007

O ministro de Defesa britânico, Des Browne, disse nesta segunda-feira que espera uma diminuição das forças de seu país no Iraque no final de 2007 e reiterou que espera entregar o controle de Basra aos iraquianos na primavera do próximo ano. Em discurso pronunciado nesta segunda-feira no Instituto de Assuntos Internacionais de Londres, mais conhecido como Chatham House, Browne especificou que a redução de tropas não representará uma retirada já que os iraquianos ainda necessitarão de apoio. O ministro insistiu em que espera entregar aos iraquianos o controle da província de Maysan em janeiro e, meses depois, o de Basra, no sul do Iraque. "Precisamos ser claros uma vez que a entrega não significa retirada", ressaltou Browne, acrescentando que os britânicos terão que ajudar o Exército iraquiano e a polícia a proteger as rotas de abastecimento. Dessa maneira, o responsável de Defesa reiterou o anúncio que fez na semana passada a titular do Exterior, Margaret Beckket, sobre a esperada entrega de Basra no primeiro semestre. Cerca de 7 mil forças britânicas se encontram no sul do país árabe, a maioria em Basra. Browne acrescentou que o Reino Unido não quer que os soldados britânicos fiquem no Iraque mais tempo do que o necessário. Ao mesmo tempo, o ministro destacou que muitos países se mostram dispostos a oferecer ajuda ao país árabe. "Um Iraque dividido pode ameaçar a estabilidade regional. É vital agora que os vizinhos do Iraque dêem seu total apoio, sem divisões", acrescentou. Em Varsóvia, o presidente da Polônia, Lech Kaczynski, disse que os 900 soldados de seu país ainda presentes no Iraque deverão voltar para casa até o fim do próximo ano. Entretanto, ele não divulgou uma data específica para a retirada. O premier italiano Romano Prodi também fez uma declaração nesta segunda-feira, afirmando que os últimos militares italianos ainda n Iraque irão voltar para casa até o final desta semana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.