Inglaterra retira civis ingleses de cidade iraquiana

A Inglaterra afirmou nesta segunda-feira estar retirando a equipe de civis do seu consulado em Basra, após ataques com morteiros e foguetes perpetrados por insurgentes.O governo afirmou que o Escritório do Exterior e o Departamento para Desenvolvimento Internacional seriam removidos do consulado de Basra, em um palácio que pertencia ao ditador deposto Saddam Hussein, para um aeroporto do lado de fora da cidade."Esta é uma base temporária e é em resposta às crescentes ameaças de ataques de morteiros e foguetes específicos à construção aonde o consulado-geral está baseado", afirmou uma porta-voz do Escritório do Exterior, que não pode se identificar por ordens do governo.A cônsul-geral Rosalind Mardsen e a sua equipe irão continuar no palácio de Basra, disse a porta-voz.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.