Inglaterra vê progresso no Iraque, mas não estipula prazo

O governo iraquiano tem feito progressos no sentido de tomar o controle total da segurança no país, mas não é possível estipular um prazo para atingir tal objetivo, afirmou a secretária do Exterior da Inglaterra, Margaret Beckett.A declaração da secretária foi feita no mesmo dia em que o comandante do Exército americano do Iraque, George Casey, afirmou que o governo iraquiano terá condições de assumir controle total da segurança do país em até 18 meses."Ainda notamos dificuldades que persistem, mas também vemos melhoras e progresso no sentido que todos queremos ver, no qual o Iraque poderá ficar totalmente responsável pelo seu próprio destino", disse Beckett a repórteres em Berlin, após se encontrar com o ministro do Exterior alemão Frank-Walter Steinmeier. "Nós reconhecemos que isso não é algo - e eu sei o quanto isso os desaponta - não é algo sobre o qual alguém pode tentar e colocar uma data ou prazo", disse."Esse é um processo de desenvolvimento da segurança, e de desenvolvimento da melhora de serviços, no qual o governo iraquiano está comprometido e no qual nós, a comunidade internacional, os apoiamos." Na segunda-feira, o vice-premier iraquiano Barham Saleh se encontrou com o premier Tony Blair em Londres e pediu para as forças internacionais não "parar e sair correndo", e disse que o debate sobre o futuro do Iraque havia se tornado muito pessimista nos últimos dias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.