Ingrid pede US$ 6,8 milhões por sequestro

COLÔMBIA

, O Estado de S.Paulo

10 de julho de 2010 | 00h00

A franco-colombiana Ingrid Betancourt, que passou mais de seis anos na selva como refém das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), decidiu processar o governo colombiano por seu sequestro. Segundo o Ministério de Defesa, a ex-candidata à presidência do país pediu US$ 6,8 milhões pelos danos sofridos, como o estresse emocional e a perda de renda enquanto esteve no cativeiro, entre 2002 e 2008.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.