Insatisfeitos, egípcios voltam à Praça Tahrir

CAIRO

, O Estado de S.Paulo

13 de julho de 2011 | 00h00

Centenas de egípcios retornaram nos últimos dias à Praça Tahrir, epicentro dos protestos que levaram ao fim das quatro décadas da ditadura de Hosni Mubarak. Os manifestantes estão descontentes com a demora na convocação de eleições e com a indefinição sobre a transmissão do poder dos militares aos civis e o papel que grupos islâmicos terão na política.

Ontem, o comando das Forças Armadas emitiu uma dura nota alertando os egípcios que voltaram a protestar a "não se desviar dos meios pacíficos". O marechal de campo Mohammed Hussein Tantawi, que por duas décadas foi ministro da Defesa de Mubarak e hoje chefia a junta militar interina, avisou que suas tropas atuarão para "proteger interesses nacionais".

Além do Cairo, protestos foram registrados nas cidades de Alexandria e Suez. / NYT

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.