Inspeções "não são encorajadoras", diz Bush

Em um discurso no Pentágono, durante a apresentação do próximo orçamento do setor de defesa, o presidente americano, George W. Bush, advertiu o líder iraquiano, Saddam Hussein, de que só tem até domingo para apresentar uma relação das armas de destruição em massa em poder do Iraque e "evitar uma guerra". A Resolução 1.441, aprovada no início de novembro pelo Conselho de Segurança (CS) da ONU, determina que o país tem de relacionar seu arsenal de armas de extermínio até o dia 8.Bush demonstrou ceticismo em relação aos primeiros cinco dias de inspeções da ONU no Iraque. "Os indícios não são encorajadores", declarou, repetindo ainda uma alusão feita há dias pelo primeiro-ministro britânico, Tony Blair. "Os inspetores não estão no Iraque para brincar de esconde-esconde com o senhor Saddam Hussein." Essa foi a mais longa declaração de Bush sobre as inspeções, desde que elas foram retomadas na quarta-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.