Inspetor norueguês diz que EUA mentiram sobre armas

Um inspetor de armas da ONU que retornou hoje do Iraque disse que os Estados Unidos forneceram informações incorretas e enganosas sobre as armas de destruição em massa iraquianas. Jorn Siljeholm afirmou que as garantias de autoridades dos EUA, inclusive do secretário de Estado, Colin Powell, sobre o arsenal do Iraque e sua tentativa de escondê-lo não foram comprovadas por suas investigações."Nenhuma de suas pistas quentes foi confirmada", relatou. "Não sei de nenhum suposto caminhão de descontaminação que, no final, era um caminhão de bombeiro ou um caminhão-pipa". Siljeholm, 48 anos, um cientista do Massachusetts Institute of Technology (MIT), passou 100 dias no Iraque como integrante da equipe de inspeções da ONU."Quando você não encontra nada e repete a hipótese de que eles (os iraquianos) estão escondendo algo, isso só enfraquece a hipótese", considerou. "Isto não é agradável". Ele garantiu que os inspetores não encontraram laboratórios de armas do tipo descrito por relatórios de inteligência dos EUA, que ele classificou de "políticos", não factuais. O noticiário até 18/3/2003Veja o especial :

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.