Inspetores começam a supervisionar desnuclearização

A maior parte dos técnicos permanecerá na Coréia do Norte durante três semanas

EFE

14 Julho 2007 | 06h38

Dez inspetores da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) chegaram neste sábado à Coréia do Norte para supervisionar as primeiras etapas do desmantelamento do programa nuclear norte-coreano.A maior parte dos técnicos da AIEA permanecerá na Coréia do Nortedurante duas a três semanas, para iniciar as inspeções e preparar oequipamento necessário para controlar a desnuclearização. Outrosdois membros da equipe ficarão permanentemente no país.O chefe da missão, Adel Tolba, disse que logo após chegar a Pyongyang os inspetores se dirigirão ao reator de Yongbyon, a cerca de 100 quilômetros da capital, para iniciar seu trabalho.A AIEA volta a enviar inspetores à Coréia do Norte quatro anos e meio depois de ser expulsa do país, em dezembro de 2002. Na ocasião, os Estados Unidos acusaram o regime comunista de desenvolver em segredo um programa de enriquecimento de urânio.A aceitação dos técnicos para trabalhos de supervisão do processo de desnuclearização faz parte do compromisso assumido por Pyongyang nas conversas de seis lados de fevereiro, em Pequim.Na reunião de fevereiro entre as duas Coréias, EUA, Japão, China e Rússia, o regime de Kim Jong-il aceitou encerrar o seu programa nuclear em troca de ajuda energética internacional.Na fase inicial para o desmantelamento de suas instalações, a Coréia do Norte aceitou fechar seu reator nuclear de Yongbyon e permitir a entrada dos inspetores da AIEA. Em troca, vai receber 50 mil toneladas de petróleo. A primeira carga, de 6.200 toneladas, chegou da Coréia do Sul, que se comprometeu a entregar as 43.800 restantes desta fase.O país vai receber um total de 950 mil toneladas de petróleo quando concluir o desmantelamento do seu programa nuclear.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.