Inspetores da ONU têm semana decisiva

Os chefes dos inspetores de armas da ONU, Hans Blix e Mohamed el-Baradei, desembarcaram na manhã desta segunda-feira no aeroporto de Larnaca, ao sul de Chipre, após uma missão de 36 horas no Iraque. Na próxima sexta-feira, os inspetores apresentarão um novo relatório sobre os armamentos do Iraque. ?A cooperação do Iraque tem sido boa e sentimos uma mudança de atitude em matéria de desarme?, disse Blix, diretor da Comissão de controle e verificação da ONU, antes de deixar a capital iraquiana. El-Baradei, diretor geral da Agência Internacional de Energia Atômica, declarou que ambos saíram de Bagdá com um sentimento de ?otimismo?. Nesta semana, especialistas em mísseis irão se reunir com Hans Blix para ajudar a determinar se o programa de mísseis iraquiano viola as resoluções do Conselho de Segurança. Eles vão analisar a produção dos mísseis Al Samoud 2 e Al Fatah, que em alguns testes excederam a distância máxima de 150 km de alcance permitido pelo Conselho de Segurança após a Guerra do Golfo, em 1991. No primeiro relatório divulgado em janeiro, Blix afirmou que ?esses mísseis poderiam representar casos de sistemas proscrito?. Além da distância excedida, o diâmetro do Al Samoud também superou o número indicado por inspetores de armas, em 1994.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.