Inspetores não conseguem entrar em instalações na Síria

A Organização para Proibição de Armas Químicas (OPAQ) disse nesta segunda-feira que a equipe de inspetores na Síria ainda não conseguiu chegar a duas instalações por causa de questões de segurança. Isso indica que o grupo não deve conseguir atender o primeiro de uma série de prazos para destruir os estoques de armas químicas do país.

AE, Agência Estado

28 de outubro de 2013 | 14h09

A OPAQ afirmou que até domingo os inspetores na Síria entraram em 21 das 23 instalações declaradas por Damasco. A organização não informou quem foi o responsável pelos problemas de segurança, mas alegou que as negociações para "garantir as condições necessárias para uma travessia segura" às duas instalações devem continuar.

Segundo autoridades, um cessar-fogo pode ser necessário para chegar a estes locais. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
síriaarmas químicas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.