Instalações nucleares do Irã podem ser transferidas

O Irã pode transferir suas instalações de enriquecimento de urânio para locais mais seguros caso isso se torne necessário, afirmou nesta quarta-feira o comandante militar Gholam Reza Jalali. A declaração mostra a preocupação do governo sobre um possível ataque militar contra essas instalações em meio ao impasse entre Teerã e o Ocidente.

AE, Agência Estado

14 de dezembro de 2011 | 16h11

Israel e os Estados Unidos não descartam a opção militar contra o controverso programa nuclear iraniano, que alguns países do Ocidente acreditam que tenha como objetivo a fabricação de armas nucleares. O Irã nega as acusações e afirma que o alvo de seu programa é a produção de eletricidade e de isótopos para uso medicinal, usados no tratamento de pacientes com câncer.

Jalali, que comanda uma unidade antissabotagem da poderosa Guarda Revolucionária, disse que a vulnerabilidade das instalações nucleares iranianas contra possíveis ataques "já é mínima", mas a medida é considerada por questões de segurança.

"Se as condições exigirem, transferiremos nossas instalações de enriquecimento de urânio para locais mais seguros", disse Jalali segundo a agência de notícias semioficial Mehr.

A principal instalação de enriquecimento de urânio no Irã fica em Natanz, região central do país, e foi construíra parcialmente no subsolo. Já a instalação de Fordo, cuja existência foi mantida em segredo durante muito tempo, foi construída dentro de uma montanha como precaução contra ataques aéreos.

"Nossa vulnerabilidade no campo nuclear é mínima", afirmou Jalali. "Se os americanos e israelenses fossem capazes de atacar ou danificar nossas instalações nucleares, eles já teriam feito isso." As informações são da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.