Instituição acusa Keiko de compra de votos

A candidata Keiko Fujimori teria distribuído comida na capital, Lima, em troca de votos para o segundo turno das eleições presidenciais no Peru, que ela disputará no dia 5 com Ollanta Humala. A denúncia foi feita à imprensa por Rosa Castillo, coordenadora da entidade filantrópica Clube das Mães do Peru. No país, é comum que candidatos visitem instituições do tipo durante as eleições em busca de votos. A equipe da campanha da filha do ex-presidente Alberto Fujimori não foi encontrada para comentar a denúncia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.