Instituto Synergos vê mudanças na sociedade brasileira

Em visita ao Brasil, a filha do banqueiro David Rockefeller e fundadora do Instituto Synergos, Peggy Dulany, disse que vem percebendo uma mudança de mentalidade no País na área de responsabilidade social. "Nos últimos dois anos cresceram os investimentos de empresas na área social. Hoje, no Brasil, todo mundo fala em responsabilidade social ", observou. Depois de passar uma semana em São Paulo, Peggy veio ao Rio onde almoçou com integrantes do Conselho Empresarial de Responsabilidade Social, na sede da Firjan, no Centro. Peggy Dulany fundou o Instituto Synergos com o objetivo de facilitar a relação entre líderes de comunidades carentes com líderes políticos ou representantes do governo. Com doutorado em Educação pela Universidade de Harvard, a fundadora do Instituto Synergos morou seis anos no Brasil. Trabalhou como consultora das Nações Unidas e da Fundação Ford em projetos de saúde e de planejamento familiar no Brasil, Estados Unidos e Portugal.O bom conhecimento sobre o País faz com que ela perceba mudanças significativas no comportamento da sociedade brasileira. "O número de artigos que abordam temas sociais triplicou na mídia brasileira. As desigualdades vêm crescendo e as pessoas perceberam que isto ameaça a qualidade de vida de todos, e não só a dos pobres", analisa.Peggy Dulany diz que há um movimento, em todo o mundo, de maior participação dos empresários em trabalhos sociais. "Os problemas sociais e econômicos da sociedade moderna são muito complexos e é impossível resolvê-los de maneira isolada", ressaltou. "Os empresários estão reconhecendo que nem o governo, nem a sociedade civil conseguem realizar projetos sem parcerias".O Instituto Synergos já desenvolve parcerias com entidades e ONGS brasileiras e participa hoje da cerimônia de inauguração da ONG Instituto Rio, que desenvolverá trabalhos de capacitação profissional de mulheres e adolescentes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.