Insulto a Bush impulsiona venda de camisetas nos EUA

A roupa também pode expressar uma mensagem. O designer de moda urbana Tom Bihn descobriu que as mensagens escritas nas etiquetas das roupas podem ser passadas para o público. O artista confeccionou roupas com etiquetas que supostamente estariam insultando o presidente dos Estados Unidos, George Bush. As vendas de Bihn duplicaram desde que as etiquetas contendo as instruções de como lavar as mochilas e as maletas para computador - artigos que Bihn comercializa, além de camisetas - aparecem com insultos, sempre escritos em francês.Nas frases, pode ser lida a seguinte mensagem: "Sentimos muito que nosso presidente seja um idiota. Nós não votamos nele." Bihn foi muito cauteloso ao comentar sobre qual o presidente a que estaria se referindo. Sua campanha tem atraído o interesse da imprensa nacional, desde que um cliente de Seattle se deu conta das mensagens presentes nas etiquetas e publicou uma foto de uma das etiquetas em uma página da internet."Apóio a idéia de que é uma brincadeira comigo, que sou o presidente da empresa", afirmou Bihn, porém, concluiu seu pensamento dizendo que "quando foram utilizadas as palavras idiota e presidente, as pessoas acabam tirando as suas próprias conclusões". O empresário também entrou no mercado de camisetas, e colocou uma grande etiqueta na parte da frente do produto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.