Parwiz/Reuters
Parwiz/Reuters

Insurgentes atacam Cruz Vermelha no Afeganistão

Suicidas invadiram local, no 2.º ataque contra uma organização humanitária em uma semana

Agência Estado

29 Maio 2013 | 12h52

CABUL - Suicidas com coletes explosivos invadiram nesta quarta-feira, 29, o complexo do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) em Jalalabad, leste do Afeganistão, informou a polícia. Trata-se do segundo ataque insurgente contra uma organização humanitária em menos de uma semana.

Um dos suicidas detonou os explosivos que levava junto ao corpo no portão do CICV e outros dois invadiram o local, dando início a um tiroteio com forças de segurança afegãs. O CICV, organização humanitária sediada em Genebra, não tem guardas armados, além de não permitir o uso de armas em suas instalações.

Pelo menos um segurança foi morto, disse o policial Muhammad Masom Hashimi. Não estava claro se havia mais mortos ou feridos.

O ataque acontece dias depois de seis insurgentes terem invadido a sede da Organização Internacional para Migração em Cabul, organismo afiliado à Organização das Nações Unidas (ONU), dando início a um tiroteio que durou horas na sexta-feira. O Taleban assumiu a responsabilidade por aquele ataque, mas não foi possível entrar em contado com um representante do grupo para falar sobre o episódio desta quarta-feira.

O CICV disse, em sua conta no Twitter, que um "incidente" aconteceu em seu escritório em Jalalabad, mas não forneceu mais detalhes. Geralmente, o comitê mantém canais de comunicação com a liderança do Taleban e é uma das poucas organizações internacionais que tem tal acesso.

O grupo tem fornecido serviços médicos em áreas ocupadas por insurgentes e tem obtido permissão do Taleban para que seus agentes de saúde vacinem a população contra a poliomielite. / DOW JONES

Vídeo mostra movimentação no local após ataque:

Mais conteúdo sobre:
AfeganistãoCruz Vermelha

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.