Insurgentes deixam dez soldados mortos no Afeganistão

Grupos de militantes do Taleban atacaram hoje o exército afegão no norte e na capital do país, matando pelo menos dez membros das forças de segurança, disseram autoridades. No primeiro grande ataque em meses ocorrido em Cabul, dois insurgentes com explosivos emboscaram um ônibus que transportava oficiais do exército para trabalhar na periferia da capital. De acordo com o porta-voz do Ministério de Defesa, Mohammad Zahir Azimi, nove pessoas morreram e nove ficaram feridas.

AE, Agência Estado

19 de dezembro de 2010 | 13h28

Os militantes abriram fogo contra o veículo e, logo após, um deles detonou explosivos perto do local. Hamidullah Khan, que testemunhou o atentado, disse que os homens armados surpreenderam o ônibus na estrada Jalalabad, principal rota para o centro da cidade. "Os veículos do exército estavam passando por esta estrada e então o Taleban ou algum tipo de grupo insurgente começou a atirar neles", disse Khan.

A situação na capital afegã tem estado relativamente calma nos últimos meses, exceto por alguns ataques dispersos com poucas baixas. A última grande fatalidade em Cabul foi um atentado suicida contra um comboio da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) em maio, que matou 18 pessoas, incluindo seis soldados da aliança.

Também hoje, quatro militantes atacaram um centro de recrutamento do exército afegão na província de Kunduz, no norte do país, e dois deles portavam explosivos, de acordo com um comunicado do ministério. O ataque inicial matou três soldados afegãos e duas autoridades policiais, acrescentou o órgão. Ao menos um dos insurgentes sobreviveu e persistiu na troca de tiros por várias horas. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Afeganistãoataqueinsurgentessoldados

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.