Insurgentes desfilam armados pelas ruas de Ramadi, no Iraque

A cidade de Ramadi, capital da província de Al-Anbar, foi tomada nesta quinta-feira por uma carreata e por seguidores do Conselho Consultivo (Shura) dos Mujahedin (guerreiros santos), que anunciou a inclusão da cidade no "Emirado Islâmico do Iraque".A emissora catariana Al Jazira mostrou imagens de grupos de homens encapuzados e armados com fuzis desfilando pela cidade com aparente impunidade, enquanto eram aplaudidos por dezenas de pessoas da cidade.O Conselho Consultivo dos Mujahedin, aliança de organizações terroristas liderada pela Al Qaeda, anunciou no domingo a criação de um Estado islâmico em parte do Iraque.Em um vídeo divulgado na época pela Al Jazira, que não deu detalhes de como nem quando o obteve, um homem anunciou a criação do Estado da Justiça e do Islã, que, segundo ele, "governará o povo seguindo a lei de Deus".Segundo o vídeo, o "Emirado Islâmico do Iraque" inclui as províncias de Al-Anbar, cuja capital é Ramadi, Salahedin (noroeste), Diyala (nordeste), Ninawa e Kirkuk (norte), e parte da Babilônia e Waset (centro). A maior parte destas províncias é de maioria sunita.Nas imagens mostradas hoje pela Al Jazira, os seguidores da organização carregavam cartazes pretos com o nome do Conselho Consultivo, e hastearam uma bandeira do grupo em um edifício.Até o momento, não houve nenhuma reação oficial sobre a manifestação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.