Insurgentes islâmicos enviam emissários à Argélia e Burkina Fasso para diálogo

Insurgentes islâmicos que controlam o norte do Mali enviaram emissários à Argélia e Burkina Fasso para tentar negociar um acordo de paz. A iniciativa ocorre em meio a conversas entre potências ocidentais e vários países africanos sobre uma possível intervenção militar na ex-colônia francesa.

O Estado de S.Paulo

03 de novembro de 2012 | 02h03

Entre os emissários está Algabass Ag Intalla, uma das principais lideranças do grupo insurgente maliano, o Ansar Dine, aliado da Al-Qaeda. "Somos a favor da paz e, para isso, é preciso de diálogo", disse Iyad Ag Ghaly, outro chefe do grupo radical. O presidente da França, François Hollande, esteve no mês passado na Argélia e pediu ajuda na luta contra os insurgentes do Mali.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.