Insurgentes tomam cidade perto da capital da Somália

Insurgentes islâmicos tomaram a cidade de Elasha, 18 quilômetros a sudoeste de Mogadiscio, capital da Somália. Os rebeldes avançam rapidamente, ampliando o território sob controle dos islâmicos, revelaram moradores e um porta-voz do grupo. Nos últimos dias, os insurgentes tomaram várias cidades controladas por milícias leais ao fraco governo apoiado pela Organização das Nações Unidas.Os rebeldes buscam impor no país a sharia - lei islâmica. Na cidade portuária de Merka, conquistada ontem pelos insurgentes, um alto comandante afirmou que a sharia passaria a valer imediatamente.Em Elasha, o morador Said Sahra Sheik disse que mais de 100 combatentes fortemente armados entraram na cidade ontem à noite, após a fuga de uma milícia pró-governo. "A milícia islâmica está patrulhando as ruas", relatou o morador. Milhares de pessoas vivem na área após fugirem de outros pontos do país, em meio à violência de dois anos desde o início da insurgência."Nossos combatentes tomaram controle da área para prover segurança aos desabrigados, para aqueles que sofrem de insegurança", disse um porta-voz dos rebeldes, Abdirahin Isse Adow. Uma moradora disse que teme confrontos entre os soldados do governo e as tropas etíopes e os rebeldes.Os islâmicos não são um grupo homogêneo e têm divisões internas. O grupo Al-Shahab, que controla a maioria do território somali, está na lista de organizações consideradas terroristas pelos Estados Unidos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.