Internautas põem democratas em xeque

Em seu quarto debate, oito pré-candidatos democratas à Casa Branca responderam ontem a perguntas de internautas, que puseram em xeque o papel dos aspirantes à presidência no sistema político. O debate, patrocinado pela TV CNN e pelo site YouTube e realizado numa escola militar da Carolina do Sul, conteve perguntas enviadas em vídeo por meio da internet, algo inédito na campanha presidencial. "Você é suficientemente negro?", perguntou um internauta ao senador Barack Obama, que respondeu: "Quando pego um táxi em Manhattan, apresento minhas credenciais."Já a senadora Hillary Clinton foi indagada sobre se é suficientemente feminina. "Eu não poderia concorrer como nada além de uma mulher", respondeu. O ex-senador John Edwards aproveitou para dizer que, de todos os pré-candidatos, é o melhor defensor das mulheres. "Tenho as idéias mais fortes e ousadas", afirmou.Um internauta disse que os eleitores esperavam que os democratas, após terem conquistado o controle do Congresso em 2006, tivessem posto fim à guerra no Iraque. O deputado Dennis Kuzinich disse que a guerra continua por causa das jogadas políticas. "Os democratas falharam com o povo americano", acrescentou. O ex-senador Mike Gravel foi mais longe, afirmando que os soldados americanos no Iraque estão morrendo em vão. Obama, por sua vez,criticou indiretamente os rivais que votaram, no Senado, a favor da invasão - como Hillary e Edwards. "Deveríamos ter perguntado como sair do Iraque antes que entrássemos", disse ele.HILLARY NA FRENTEUma pesquisa publicada ontem pelo Washington Post aponta Hillary como favorita nas prévias do Partido Democrata para a eleição presidencial de 2008. Ela tem 45% das intenções de voto dos democratas e independentes. Obama tem 30%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.