Internet chinesa tem louvores a Chávez

Os líderes chineses não quiseram comentar de imediato a morte do presidente da Venezuela, Hugo Chávez. Em troca de petróleo, o país asiático concedeu dezenas de bilhões de dólares em empréstimos que ajudaram a bancar os programas sociais do líder bolivariano. Mas na internet, a mais livre tribuna da opinião pública na China, crepitavam louvores a Chávez por enfrentar os EUA e por suas políticas socialistas.

Agência Estado

06 de março de 2013 | 03h11

"Chávez e o socialismo do século 21 que ele defendeu foram uma grande luz após as drásticas mudanças na União Soviética e na Europa Oriental que afundaram o movimento socialista mundial", escreveu Zhu Jidong, do Centro de Pesquisas do Mundo Socialista da Academia Chinesa de Ciências, na Sina Corporation, um serviço de microblog semelhante ao Twitter. "Ele era conhecido como um porta-estandarte do antiamericanismo." As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
ChinaChávez

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.