Internet vira arma na guerra de informação

A crise no Cáucaso ganhou um novo front: o ciberespaço. Segundo Nato Chikovani, porta-voz do governo da Geórgia, hackers baseados em cidades russas, como São Petersburgo e Moscou, "inundaram e bloquearam" sites do governo georgiano - entre eles o do Ministério das Relações Exteriores, o da Presidência e um dos maiores portais de notícias da Geórgia. Para driblar o ataque, o governo continuou a divulgar as notícias em um blog (http://georgiamfa.blogspot.com), que permanece no ar, e passou a hospedar os sites oficiais em servidores localizados dentro dos EUA. Moscou, no entanto, nega as acusações de Tbilisi e diz estar também sob forte ataque no espaço virtual. "Diversas páginas na internet pertencentes à mídia russa e a organizações oficiais foram tiradas do ar, vítimas das ações de hackers", afirmou ontem um porta-voz do Kremlin.REUTERS

O Estadao de S.Paulo

12 de agosto de 2008 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.