Interpol emite mandado contra ex-presidente da Libéria

A Interpol pôs o presidente deposto da Libéria, Charles Taylor, em sua lista dos mais procurados, emitindo um ?aviso vermelho? que pede sua prisão por crimes de guerra cometidos durante o conflito interno de Serra Leoa. O aviso de procura-se, publicado no website da Interpol, diz que Taylor é procurado por ?crimes contra a humanidade e sérias violações das Convenções de Genebra?.Anexado ao alerta há uma fotografia de Taylor e um aviso: ?Pessoa pode ser perigosa?. Os ?avisos vermelhos? da Interpol permitem que mandados de prisão sejam enviados aos 181 oaíses-membros da polícia internacional, com pedido para que a pessoa procurada seja detida para extradição.O aviso não obriga os países a capturar Taylor, mas dá conta de que a Interpol considera essa prisão justificável. O ?aviso vermelho? equivale a uma lista internacional de mais procurados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.