Interpol ordena prisão no escândalo da mala

A Interpol emitiu ontem uma ordem de prisão internacional contra o empresário venezuelano Guido Antonini Wilson, solicitada pela Justiça argentina. Antonini tentou entrar na Argentina com uma mala com US$ 800 mil não declarados. O "caso da mala" foi o maior escândalo que envolve o governo de Néstor Kirchner, uma vez que Antonini chegou no país num jatinho fretado pela estatal argentina Enarsa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.