Intervenção militar israelense em Gaza é "intolerável", diz LDH

A Liga de Direitos Humanos (LDH) afirmou neste sábado que a intervenção militar israelense em Gaza, que "destrói infra-estruturas vitais para a população civil palestina", é "intolerável", e pediu o "fim da escalada militar"."Não é provocando a fome de um povo, bombardeando-o e invadindo seu território que este conflito terá fim", disse a LDH em comunicado.A LDH denuncia a detenção "arbitrária" de oito ministros e vinte deputados do Hamas por Israel, no momento em que este movimento acabava de assinar com a Autoridade Nacional Palestina um acordo no qual reconhecia a existência do Estado de Israel.A atuação de Israel é, por isso, interpretada pela LDH como uma clara tentativa de "acabar com o Governo (palestino) pelo uso da força".A organização pede ao Governo francês que "condene com firmeza as violações dos direitos da sociedade civil palestina", e que intervenha junto à União Européia e ao Conselho de Segurança das Nações Unidas (agora presidido pela França), para que "interrompa a escalada de violência na região".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.