Intervenção no Mali terminará em semanas, diz ministro francês

Chanceler disse que operação francesa já freou o avanço de rebeldes no país africano.

BBC Brasil, BBC

14 Janeiro 2013 | 06h33

O ministro das Relações Exteriores da França, Laurent Fabius, disse que a intervenção militar do seu país no Mali, iniciada na sexta-feira, será encerrada em uma questão de semanas.

Fabius rejeitou qualquer semelhança entre a operação, lançada para deter o avanço de militantes islâmicos rumo ao sul do Mali, e a operação militar liderada pelos Estados Unidos contra o Talibã no Afeganistão, que já dura 11 anos.

Nas últimas horas aviões franceses bombardearam campos de treinamento e a infraestrutura controlada pelos rebeldes nas cidades de Gao e Kidal, no nordeste do país africano.

De acordo com Fabius, o avanço rebelde rumo ao sul foi interrompido com a intervenção francesa.

Centenas de soldados de países vizinhos ao Mali, uma antiga colônia francesa, estão se preparando para se juntar às forças francesas.

O Conselho de Segurança da ONU tem nesta segunda-feira uma reunião para discutir a ofensiva. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Mais conteúdo sobre:
alsomalifrancaintervencao

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.