´Intocáveis´ da Índia poderão entrar em templos

Os "dalit", conhecidos como "intocáveis", pessoas excluídas da sociedade indiana por estar fora do sistema de castas, poderão finalmente entrar a um templo de Orissa (leste da Índia) pela mesma porta que o resto da população, após 300 anos de proibição, informou nesta segunda-feira o jornal HindustanTimes.Depois de ter passado três séculos rezando para seus deusesatravés de nove buracos abertos na parede do templo de Keradagada Jagannath, os "intocáveis" assistiram neste domingo à cerimônia de inauguração de uma nova entrada do templo, que poderão usar junto com os considerados membros das castas superiores."Construir uma nova entrada foi uma decisão de todos. O muro com os nove buracos pelos quais os ´intocáveis´ olhavam para o interior era um símbolo de discriminação", disse o funcionário Suresh Mohapatra ao Hindustan Times.Embora o sistema indiano de castas tenha sido abolido pelaConstituição de 1950, na prática seguem acontecendo situações de segregação e violência contra os "intocáveis".A decisão de permitir uma entrada conjunta foi tomada em dezembro, em conseqüência do espancamento sofrido em 2005 por um grupo de mulheres "intocáveis" que entraram no templo e sofreram a ira dos devotos das castas superiores.Depois dessa surra, um conselho local de justiça obrigou asmulheres a pagar uma multa de 1.001 rupias (? 17) para custear a purificação do templo após sua profanação.Os "intocáveis" levaram os fatos aos tribunais, e a Corte Suprema de Orissa lhes deu a razão e dezembro, ao defender que qualquer hindu, sem distinção de casta, tem direito de entrar em um templo para rezar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.