Intoxicação alimentar hospitaliza 1.400 russos

Cerca de 1.400 pessoas, a maioriacrianças, foram hospitalizadas com sintomas de uma forma agudade disenteria provocada por uma intoxicação alimentar que afetoualgumas regiões do sul da Rússia, informaram autoridades desaúde. O vice-ministro e diretor do Instituto Superior Russo deSaúde, Ghennadi Onnishenko, disse que ordenou uma investigaçãopara estabelecer a origem da epidemia. Onnishenko, que viajou à área afetada, manifestou que assuspeitas apontam para uma queijaria de Kropotkin, umalocalidade da região de Krasnodar, que é o epicentro da infecçãoiniciada esta semana e que se estendeu a territórios vizinhos dosul da Rússia. Todas as pessoas afetadas, nenhuma delas com perigo de morte,haviam consumido nos últimos dias alimentos com produtoselaborados na queijaria de Kropotkin, em particular um pãoligeiramente ácido que é tradicionalmente usado na cozinharussa. O governo se apressou em descartar que tenha ocorrido umenvenenamento intencional provocado por algum grupo terrorista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.