Inundação deixa 11 mortos e 15 desaparecidos na China

Onze pessoas morreram e 15 estão desaparecidas devido à inundação causada pelas fortes chuvas no centro da China, do povoado de Qinshanao (província de Hunan), informou a agência Xinhua.A aldeia, no distrito de Longhui, sofreu 11 horas de chuvas contínuas desde a madrugada de domingo até a desta segunda-feira, causando inundações e deslizamentos de terra.Quinze casas do povoado foram destruídas pelas águas torrenciais, e 14 pessoas ficaram feridas com gravidade diversa.Inundações são freqüentesNos meses de verão, as inundações são freqüentes em todo o sul da China, causando centenas de mortes anuais e perdas materiais milionárias.Na semana passada, 21 pessoas morreram e 4,6 milhões ficaram desabrigadas pelas chuvas torrenciais na região autônoma chinesa de Guangxi, vizinha a Hunan, onde quase 200 mil pessoas tiveram de ser retiradas de suas casas.Outras províncias e regiões do sul da China, principalmente Fujian, Cantão e Guizhou, também sofreram tufões, inundações e deslizamentos de terra desde o mês de maio, em incidentes que causaram cerca de 200 mortes.Os piores desastres naturais de verão no sul da China durante a última década ocorreram em 1998 na bacia do rio Yang Tsé, cuja cheia causou a morte de cerca de 4 mil pessoas e dezenas de milhões de desabrigados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.