Inundação em mina na China deixa 28 pessoas presas

Outros 13 trabalhadores conseguiram escapar; País tem o maior registro de mortes do mundo no ramo da mineração

AE, Agência Estado

21 de novembro de 2010 | 10h33

PEQUIM - Cerca de 28 pessoas ficaram presas após a inundação de uma mina de carvão neste domingo, 21, na China, segundo informações oficiais da imprensa local. Ainda não claro qual foi a causa da inundação, que deixou presos funcionários que trabalham na mina. Este é o mais recente acidente em minas na China, que tem o maior registros de mortes do mundo nesse tipo de atividade.

 

Veja também:

linkResgate de mineradores na Nova Zelândia só será retomado com segurança total

 

Cerca de 41 trabalhadores estavam dentro da mina Batian, na província de Sichuan, no momento do acidente, de acordo com um oficial do escritório de segurança da província. O oficial afirmou que 13 trabalhadores escaparam e que o trabalho de resgate continua em busca dos 28 desaparecidos. "Nós ainda temos esperança de encontrá-los vivos", disse. Bombas para remover a água da mina foram encaminhadas para o local. Estima-se que 4 mil metros cúbicos de água invadiram a mina.

Uma reportagem da agência de notícias Xinhua afirmou que a mina Batian estava paralisada e sendo modernizada para aumentar sua capacidade de 50 mil toneladas para 60 mil toneladas. A China depende do carvão para 70% da energia que produz. As minas do país são as mais perigosas do mundo e mais de 2,6 mil pessoas morreram em acidentes apenas em 2009. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Chinaminainundaçãoacidentes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.