Inundações causam 38 mortes em quatro províncias chinesas

Prejuízos diretos causados pelas chuvas estão sendo avaliados em US$ 188 milhões

Agencia Estado

21 Junho 2007 | 13h09

Pelo menos 38 pessoas morreram e 15 estão desaparecidas devido às fortes chuvas que têm provocado inundações e deslizamentos de terra em quatro províncias chinesas desde sexta-feira, afetando quase 10 milhões de pessoas. Segundo informa nesta quinta-feira, 21, a agência oficial Xinhua, 9,36 milhões de chineses estão desabrigados desde sexta-feira, devido às fortes chuvas em Chongqing, Sichuan e Guizhou, no sudoeste do país, e na província de Hubei, no centro. Os prejuízos diretos estão sendo avaliados em US$ 188 milhões. Os dados do Ministério de Assuntos Civis informam que mais de 337 mil moradores tiveram que ser removidos e 47 mil casas foram danificadas. Além disso, 496.100 hectares de plantações foram afetados, com perdas só no setor agrícola de US$ 130 milhões. Em Dazhou, uma das áreas mais castigadas da província de Sichuan, morreram 10 pessoas. O Ministério disse que enviou uma equipe de emergência. Cerca de US$ 13 milhões foram reservados para atenuar os danos causados pelas chuvas em sete regiões do sul, entre elas Sichuan e Chongqing. Desde o início da temporada de monções, em maio, morreram pelo menos 160 pessoas por causa das inundações no sul da China.

Mais conteúdo sobre:
China inundações

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.