Inundações deixam milhares de desabrigados no Sudão

Milhares de pessoas ficaram desabrigadas nesta quarta-feira pelas inundações no centro, norte e leste do Sudão, informaramfontes governamentais. Segundo Awad Widaatuláh, diretor da Defesa Civil do Sudão, as casas dos bairros do sul de Cartum foram inundadas pelas águas do rio Nilo, após o rompimento de um dique construído para conter a cheia do rio. As inundações forçaram a interrupção das aulas e dos expedientes de trabalho na região. Equipes da Defesa Civil estão no local tentando reconstruir o dique. Além disso, milhares de habitantes da região de Tuker, 950quilômetros ao leste de Cartum, perderam suas casas. As inundações que afetam Tuker foram causadas pela cheia do rio Baraka, cuja nascente fica na Eritréia. Os habitantes da região pediram socorro às organizaçõesinternacionais, depois que as autoridades admitiram que não podem arcar com os prejuízos causados pelos transbordamentos. Pelo menos 18 pessoas já morreram em conseqüência dasinundações na região de Sennar, 280 quilômetros ao sudeste de Cartum. Nas proximidades da cidade de Abi Hamad, no norte do país, as tempestades causaram a destruição de centenas de casas e pelo menos 30 lavouras.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.