Inundações e tempestades no sul da China deixam 69 mortos

Autoridades contabilizam 90 mil casas destruídas e 5,65 milhões de desabrigados

Efe

18 de junho de 2010 | 11h38

 

PEQUIM - As tempestades e inundações que castigam o sul da China nos últimos dias causaram a morte de 69 pessoas, 44 desaparecidos e 5,65 milhões de desabrigados, informou nesta sexta-feira, 18, a agência oficial Xinhua, citando números do Ministério de Assuntos Civis.

 

As divisões administrativas afetadas são Fujian, Guangxi, Sichuan, Hunan e Jiangxi, onde 500 mil pessoas tiveram de ser retiradas de suas casas. Cálculos iniciais indicam que ao menos 300 mil hectares de áreas cultivadas foram danificadas, assim como 90 mil casas destruídas.

 

Até o momento, as perdas econômicas diretas alcançaram os 6,5 bilhões de yuans (US$ 950 milhões), segundo as autoridades.

Tudo o que sabemos sobre:
Chinaenchentesinundaçãochuvasclima

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.